Psicóloga Martha Gomes Krähenbühl

link direto whatsapp.jpg

Currículo:

Psicóloga clínica, formada pelo Instituto Metodista de Ensino Superior - SBC, 1984.

Atendimento com abordagem junguiana.

Especialização em Psicologia Clínica e Psicossomática.

Capacitação em Tanatologia e Emergências clínicas - USP.

Constelação Familiar e Terapia de Casal.

Contato:

Telefone: 13 99788-6001

2019

Como você pretende olhar este ano para sua vida?

Enfim...2019 chegou !

E com ele a expectativa de renovação dos sonhos, projetos de vida, promessas, fechamentos e aberturas de ciclos, mudanças de hábitos,  de amores, de casa, de emprego...
Como você  pretende olhar este ano para sua vida?
Você  sabe a diferença  entre o que seria saudável ou doentio?
O que verdadeiramente importa para Você?
Atualmente quase não nos damos muito tempo para reflexões internas, de como estamos nos sentindo. Acionamos o piloto automático e vamos....
Estamos nos esquecendo até  de respirar corretamente!
Andamos ansiosos, pre-ocupados, envolvidos nesse inconsciente Coletivo
contaminado com vibrações negativas.
Estamos em plena mutação  e não nos damos conta da necessidade de reconhecermos isso. Até  as  células do nosso corpo se regeneram de tempos em tempos mas porque não vemos parece que não acreditamos.
Já é tempo de mudarmos o paradigma do "VER PARA CRER"e substitui-lo para o "CRER PARA VER".
Buscamos no externo a cura do corpo e da alma sendo que basta olharmos para os nossos relacionamentos e situações propostas pelos próprios PROCESSOS DA VIDA  e percebermos que tudo e todos são ferramentas da nossa cura. A Cura de nós mesmos. Não tem nada a ver com os outros a maneira que interpretamos e reagimos aos fatos.
É uma escolha nossa. Ninguém tem o poder de nos desestabilizar sem a NOSSA permissão.
Que tal começarmos um NOVO CICLO prestando mais atenção aos sinais que o corpo emite através de doenças físicas ou mentais. Caso contrário caminharemos para a loucura ou para a morte.
Preste atenção naquele vazio no peito...
Parece que alimentamos muito mais o que está  faltando do que percebermos o que já  temos.
Mas... o que está faltando?
É a reconexão com a nossa Alma que avisa que estamos saindo da nossa ESSÊNCIA DIVINA,   da Natureza, da energia da ACEITAÇÃO de como a vida é e lembrarmos que estamos aqui só de passagem para aprendermos a evoluir.
Vamos "JUNTOS" ampliar nossas CONSCIÊNCIAS e através de nossas atitudes "Contaminarmos" o maior número de pessoas com a energia da GRATIDÃO. As mudanças vem do coração.
Nada nem ninguém é por acaso em nossas vidas.
Preste atenção em VOCÊ.  VOCÊ é único mas faz parte de uma grande FAMÍLIA SISTÊMICA . Estamos todos aqui a serviço de algo muito maior com a missão  de levarmos o AMOR adiante.
Faça a sua parte. Você pode, você consegue.
Abraço a todos.
Feliz caminhada.


 

Família

O melhor desafio para o nosso equilíbrio

FAMÍLIA 

O melhor desafio para o nosso equilíbrio 

 

São tantas as mudanças vivenciadas neste século XXI... 

Parece até que a família não anda muito na mídia,  saiu da moda. Será  que ela só é maravilhosa e funcional nas redes sociais ou em álbuns de fotografia?

Por onde andam os valores, a ética, o Amor, o pertencimento,  o respeito à hierarquia?

Pais de um lado mergulhados no trabalho, lidando com a sociedade materialista do "TER" , muitas vezes sendo reféns do sentimento de culpa pela abusiva  jornada de trabalho,  receosos pela possibilidade talvez de  perderem seus empregos e principalmente perturbados com as consequências do ESTRESSE do dia a dia.

Por outro lado estão os filhos, carentes de LIMITES, afeto, atenção,  abraços, paciência,  diálogo, referencial,  presenciando a  disputa de poder entre os  Pais, alienação parental...

Ambos, pais e filhos estão CARENTES,  reproduzindo (inconscientemente) padrões disfuncionais  recriando relações doentias onde o "Amor" está  se manifestando de uma forma desequilibrada. 

Somente a partir de um processo de conscientização é que nos damos a chance de olhar mais de  perto essas questões para podermos através de novas escolhas e atitudes mais saudáveis  dar um novo significado às relações  de uma forma mais amorosa.

O ESTRESSE, que consequentemente permitimos que se apodere de nossas vidas torna-se um vício, um piloto automático.   Parece que não há  mais tempo para um sorriso, um elogio, um estar junto "presencialmente", buscar o contato com a natureza, fazer  coisas simples, as relações são  líquidas,  virtuais...

Projetamos nossas insatisfações e lixos emocionais naquele que está  mais receptivo ou próximo como se fosse o bode expiatório da casa tentando nos eximir das responsabilidades das nossas próprias expectativas. 

E como somos poderosos criando em nossos teatros mentais quando estamos contaminados com sentimentos negativos como raiva, mágoa, ansiedade, medo, ressentimento,  culpa, inveja, orgulho, controle, desejo de vingança, egoísmo...

Pensamos demais e fazemos de menos até por NÓS mesmos. 

Quantas pílulas hoje são consumidas para suprir um vazio existencial,  ter uma boa noite de sono,  sensação de paz, felicidade, digestão perfeita, corpo ideal,  virilidade?

Ajuda? Sim, mas são  paleativos e mostram sinais importantes de que está  havendo um desvio do que é simplesmente natural. A causa  verdadeira está  DENTRO de nós mesmos.

O que está  faltando?

Vamos refletir, voltar para a nossa ESSÊNCIA. 

Independente da família onde nascemos e crescemos,  avaliamos as  feridas emocionais trazidas muitas vezes de padrões que antecederam, inclusive,   nossos pais (ancestralidade) com os olhos ainda  da nossa Criança INTERIOR. Precisamos trazer o ADULTO para a consciência de que hoje podemos  fazer escolhas mais saudáveis e somos nós, adultos que cuidaremos dessa criança dando a ela toda a segurança, amor e compreensão que ela necessita. 

É desafiador entender esse processo? Sim, sem dúvida.

Mas é um trabalho interior gratificante e necessário para levarmos para essas futuras gerações  a  LIBERTAÇÃO dos julgamentos e muitas vezes exclusões do sistema familiar . Todos fizeram seu melhor dentro do nível de consciência que tinham na época, inclusive nós mesmos.

Estamos aqui só de passagem e a serviço de algo muito maior.

Os filhos são manifestações da vida; como navios eles são construídos nos estaleiros(Família) mas precisam ir para o mar (Vida) para chegar ao seu destino.

Vamos praticar escolhas saudáveis enquanto FAMÍLIA e promover um futuro harmonioso, de equilíbrio e paz extensivo a todo esse processo evolutivo ao qual estamos fazendo parte.

Lembrando que a  Família não necessariamente se restringe    à biológica mas é  também SISTÊMICA onde todos estamos enredados uns aos  outros num processo contínuo de aprendizado. Ninguém é por acaso .

 Observe ao seu redor... nas escolas, empresas, no seu condomínio,  no grupo de amigos, na academia, no trabalho, no clube, enfim...

Mãos a Obra, o trabalho nos  espera! 

Vamos juntos?